quinta-feira, 21 de maio de 2009

Não Leiam Isso!


Esse post é um monólogo xícara de leite quente (inventei isso agora, e foi chamado assim porque algumas pessoas tomam leite quente pra dormir, e eu?!... bem eu penso em: o que escrever aqui!)
A advertência que intitula esse post é porque isso é um monólogo de alguém que levou um fora e busca entender o porquê. Não é apelação... Na verdade a palavra não seria “entender”, eu até gostei, deu pra resolver algo que já estava há um tempo me “incomodando”. Então ta, não vamos entender como um fora, mas sim uma lição!;)...
Vou tentar escrever sem feminismos exagerados, não gosto disso!
Pois aqui vai:
Todos os dias antes de dormir pensava em como te conquistar, ou melhor, em como resolver seus problemas, e esquecia dos meus, me ocupava tanto em me tornar perceptível à você que seus problemas seriam meus, e os meus?! Bem... Os meus não eram meus, mas eram! Isso me consumiu e me deixou “cega” das coisas que aconteciam de suas reações para com minhas tentativas. (Isso ta parecendo feminista demais =o). Mas a história foi mais ou menos assim...
Eu costumava, costumo (não sei!) ser mais racional em meus relacionamentos, nem tanto racional, mas tipo, tento não me deixar enganar com falsas promessas. Com você ia ser diferente, mas você foi indiferente. Chegamos a esse ponto de nos vermos todos os dias e parecermos dois estranhos, talvez assim seja melhor, até porque não sei o porquê, mas sinto raiva de você, do desfecho que você deu a essa história.
To aliviada, confesso, talvez essa história fosse complicada demais para tomar o rumo que eu queria dar a ela... Eu só queria te ajudar, espero que encontres quem faça isso por você. Já não sei mais a força do que eu sinto (sentia?) por você. Nossa história aconteceu em um curto espaço de tempo, não torne isso fácil de esquecer, sua educação pode torná-la inesquecível. Você é uma pessoa adorável, não tire a boa impressão que tenho de você.
Sim, mas me responda uma coisa... Que encanto?!
Se fui feminista demais desconsiderem, não costumo ser assim, talvez seja a inspiração da hora;)... Como disse não costumo ser tão exagerada, defendo que nós mulheres defendamos nossos ideais, mas sem rebaixar outras opções (hehehe).
Tava quase dormindo, mas resolvi parar e escrever isso antes que perdesse a inspiração.
É bom estar de volta depois de uns dias sem postar minhas loucurinhas! ;)
Beijos.
P.S.: Escrevi isso ontem à noite antes de dormir, mas só agora consegui internet pra postar.

3 comentários:

Paula disse...

ameeeeeeeeeei esse textoo!, arrasoou*

Diego disse...

eu só tenho pena do kra q perdeu vc, pois das duas uma: ou é fresco ou é cego! uma mulher como vc nao se encontra todo dia! Parabéns pelo texto muito bonito... se vc me permitir depois gostaria do seu espaço para expor tb a minha humilde arte! Beijos!!

Diana Paula Maia disse...

Diego;)
o espaço está aberto!
Adoro sua arte, sabe disso né?!
Beijo=*